AFETIVIDADE NA MATURIDADE

O processo de envelhecimento tem sido considerado, muitas vezes, apenas como uma etapa de declínio, que culmina na morte. Porém, é importante que se perceba que esta etapa também pode e deve ser vivida como um momento positivo, fortalecendo o sentimento de identidade, obtendo uma maior integração social e autonomia pessoal. A maneira com que a maturidade será encarada vai depender do padrão de vida estabelecido por cada indivíduo ao longo de toda a sua vida.

Atividades de lazer e convivência em grupo contribuem tanto para a manutenção do equilíbrio biopsicossocial quanto para atenuar possíveis conflitos pessoais. Além disso, trocas de experiências, repletas de emoções, geram sensações de bem estar. Contatos sociais e afetivos, não só com a família, mas amizades e romances, têm um papel importante na vida da pessoa que se encontra nesta etapa do desenvolvimento. Afetos e sentimentos de amor e carinho continuam existindo, assim como a vontade e disponibilidade sexual, a qual, muitas vezes, é ignorada e tratada como se já não existisse mais.

Este tipo de preconceito cumpre a função de freio à sexualidade, estabelece um tabu, ignorando o fato de que o idoso pode ser sexualmente ativo, dando e recebendo prazer, de maneira diferenciada, mas não menos prazerosa. O potencial para o prazer não acaba: a maioria das pessoas apresenta alguma diminuição das atividades sexuais, o que não significa que não possam mais amar e ter desejo.

A maturidade, além de todos os aspectos das vivências e experiências profissionais, familiares e sociais, pode trazer tranquilidade e equilíbrio afetivo e sexual, ajudando, desta forma, a manter a pessoa animada, realizada, livre de sintomas depressivos, tão comuns nessa etapa do ciclo da vida.

Portanto, pessoas que vivenciam a maturidade com suas limitações, mas também com suas vantagens, procurando viver com as possibilidades que ela pode oferecer, conseguem ser mais felizes, aproveitam seu tempo com atividades que propiciam prazer e bem-estar e mantêm um equilíbrio emocional necessário para uma vida plena e feliz. Os indivíduos que chegam à terceira idade com disposição emocional para manter uma vida sexual ativa vivem mais e melhor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu