APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE

“A aptidão física é a capacidade de executar tarefas diárias com vigor e vivacidade, sem fadiga excessiva e com ampla energia para apreciar ocupações das horas de lazer e para enfrentar emergências imprevistas”.

PASSOS PARA UMA BOA APTIDÃO FÍSICA (Quanto mais passos melhor!)

1 – Resistência Cardiorrespiratória: Para muitos entendidos em aptidão, a resistência cardiorrespiratória é o componente mais importante da aptidão relacionada à saúde, pode ser definida como a capacidade de continuar ou persistir em tarefas prolongadas que envolvem grandes grupos musculares. Exercícios como caminhar, correr, pedalar e nadar desenvolvem esta capacidade e devem ser praticados com freqüência, aumentando o tempo e a duração gradativamente.

2 – Composição corporal: Em termos de saúde, não é a quantidade total do peso que importa, mas a proporção de gordura em relação à de músculos e ossos. A percentagem de gordura é o índice preferido para avaliar a composição corporal de uma pessoa. Em geral, um percentual de gordura entre 13% e 22% para homens e 18% e 27% para mulheres é considerado saudável. A circunferência abdominal é considerada um indicador importante para o risco cardiovascular, e não deve ultrapassar 90cm para homens e  80cm para mulheres.

3 – Flexibilidade, Força e Resistência Muscular Localizada: Estes três componentes fazem parte da chamada aptidão musculoesquelética e estão relacionadas com a Qualidade de Vida das pessoas, pois muitas das atividades diárias como: caminhar, sentar e levantar, subir escadas, higiene pessoal e outros dependem destes componentes. Atividades como Ginástica, Musculação, Alongamento, Pilates e Yoga desenvolvem esses componentes e também devem respeitar a frequência, a duração e a intensidade.    

4 – Respirar corretamente: A sensação de falta de ar tão comum à prática de exercícios no verão pode ser evitada se o praticante respirar corretamente. As dicas são:

  • Inspirar pelo nariz, que tem mecanismos para filtrar o ar e permite uma ventilação mais eficiente e segura.
  • Para expirar, o melhor é utilizar a boca, o que torna a troca de ar mais rápida, já que a boca é bem maior do que as duas narinas.
  • Quando o esforço é grande, a tendência é inspirar também pela boca. Quando isso ocorre, o ideal é diminuir o ritmo e respirar profundamente, contando até cinco, para voltar a inspirar pelo nariz e expirar pela boca.

5 – Estilo de vida ativo: Estudos têm demonstrado que a mudança para um estilo de vida mais ativo pode provocar diminuição da prevalência de doenças crônicas e do coração. Para a obtenção de benefícios à saúde, porém, sair do sedentarismo não é o suficiente. Só a prática regular evita riscos de doenças como diabetes, hipertensão ou ataques cardíacos, o que se consegue com pelo menos 30 minutos cinco vezes por semana.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu