CONSTIPAÇÃO INTESTINAL

O hábito intestinal é bastante variável entre as pessoas e depende de vários fatores. Existe influência da dieta, da ingestão de líquidos e características específicas dos indivíduos. Considera-se normal a ocorrência de duas evacuações por dia, embora essa não seja uma regra fixa e denomina-se constipação quando o intestino funciona menos que três vezes na semana. Algumas pessoas com constipação apresentam freqüência de evacuações normal, mas relatam dificuldade para evacuar (sendo necessário esforço excessivo), fezes endurecidas e sensação de evacuação incompleta. A causa mais comum de constipação crônica é a baixa ingestão de fibras encontradas principalmente em frutas, verduras e grãos. As fibras não são digeridas em nosso organismo e podem ser divididas em dois grupos: solúveis e insolúveis. As fibras solúveis formam uma espécie de gel no intestino e as insolúveis passam intactas. O efeito delas é aumentar o volume das fezes e reter líquido fazendo com que elas fiquem mais pastosas e fáceis de eliminar. A baixa ingestão de líquidos é outro fator importante no desenvolvimento da constipação crônica e é recomendável a ingestão de 2 litros de água por dia. Cuidado com a ingesta de álcool, pois tem efeito desidratante, ou seja, retira água das fezes fazendo com que elas fiquem endurecidas e, portanto, piora a constipação. O sedentarismo contribui para a constipação, fato observado especialmente nos pacientes acamados, após cirurgias, etc. Também quando o indivíduo, por motivos sociais, compromisso de trabalho, ou higiene, ignora o desejo de evacuar, retendo as fezes, pode piorar a constipação. Esse adiamento constante da evacuação reduz a sensibilidade do intestino, e como as fezes permanecem mais tempo no intestino, ocorre maior absorção de água, levando ao seu ressecamento. O uso contínuo de laxantes “vicia” o intestino e prejudica sua movimentação, levando à necessidade de quantidade cada vez maior de medicamento, até que o mesmo não mais faz efeito e contribui para o desenvolvimento de constipação. Por isso, esses remédios não devem ser usados indiscriminadamente e sem orientação médica!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu