Os tipos de diabetes – Segunda parte

No post anterior (VEJA AQUI), falamos sobre os tipos 1 e 2 de diabetes. Dando sequência ao conteúdo referente aos tipos de diabetes, falaremos, neste post, sobre os tipos: MODY, LADA e gestacional de diabetes.

Diabetes Tipo MODY

MODY, ou diabetes de maturidade dos jovens, é causada por uma mutação genética. A maioria das pessoas é diagnosticada antes dos 25 anos. Esse defeito está no gene que regula a insulina, o que significa que o pâncreas é incapaz de produzir insulina suficiente para manter o controle normal do açúcar no sangue, o que leva ao diabetes. MODY é tipicamente diagnosticado na adolescência ou no início da idade adulta. MODY pode imitar a diabetes tipo 1 ou 2, por isso geralmente é diagnosticada incorretamente. MODY também é hereditário; portanto, se uma pessoa em uma família foi diagnosticada, as chances são maiores de outro membro da família ser diagnosticado. O teste genético pode confirmar o diagnóstico, mas nem todo seguro cobre o teste de laboratório. Ao confirmar o diagnóstico, um profissional de saúde pode personalizar um plano de tratamento.

Diabetes Tipo LADA

LADA, ou diabetes autoimune latente em adultos, é um diabetes tipo 1 autoimune de desenvolvimento lento que ocorre quando adulto. Alguns chamam o LADA Tipo 1.5, porque apresenta sintomas semelhantes ao diabetes tipo 1 e 2. LADA destrói gradualmente as células que produzem insulina. A maioria das pessoas com LADA pode precisar de injeções de insulina seis meses ou mais após o diagnóstico. Testes de laboratório para medir autoanticorpos e produção de insulina podem ajudar na adaptação do tratamento. Há alguma evidência indicando que o tratamento precoce com insulina pode manter as células produtoras de insulina mais saudáveis ​​por um longo período de tempo. Com o LADA, há incerteza sobre como ele se desenvolve, como defini-lo e a importância do diagnóstico correto para os pacientes.

Diabetes Tipo Gestacional

O diabetes gestacional ocorre quando os açúcares no sangue são mais altos que o normal durante a gravidez. Devido ao aumento dos hormônios durante a gravidez, as células podem se tornar mais resistentes à insulina, causando aumento dos níveis de açúcar no sangue. A maioria dos casos de diabetes gestacional é resolvida após o nascimento do bebê. No entanto, um diagnóstico de diabetes gestacional pode aumentar a probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2 mais tarde na vida.

Conclusão

Se você tem histórico familiar de diabetes, estilo de vida sedentário, alimentação não saudável ou excesso de peso, seu risco de desenvolver pré-diabetes ou diabetes tipo 2 aumenta. Ter um plano de ação, preventivo, para se exercitar diariamente, comer de forma saudável, parar de fumar, perder peso e realizar check-ups regularmente podem ajudar a identificar fatores e diminuir o risco de desenvolver a doença. Invista em um plano preventivo que funcione melhor para você. Cuide bem de sua saúde!

A Lifecheck conta com uma equipe multidisciplinar, especializada e com diferencial médico visando um atendimento qualificado em prol da saúde e qualidade de vida dos nossos pacientes. Tire as suas dúvidas, ou, agende o seu CHECK-UP pelo nosso Whatsapp CLICANDO AQUI

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.