OS RISCOS DO PESO EXCESSIVO

A obesidade está associada com aumento da morbidade (adoecimento) e mortalidade. Um grande número de doenças acontece com maior frequência nas pessoas obesas, sendo as mais importantes a hipertensão, diabetes do tipo 2, aumento de gorduras no sangue (colesterol e triglicerídeos), doença arterial coronária, doença degenerativa articular e incapacidades psico-sociais. Certos tipos de câncer (cólon, reto e próstata no homem e útero, ovário, mama e sistema biliar na mulher), tromboses, doenças do trato digestivo (cálculo na vesícula e refluxo gastroesofágico) e doenças de pele são mais freqüentes nos obesos.

O Índice de Massa Corporal (IMC) é calculado pela relação entre peso dividido pela altura ao quadrado e correlaciona-se com o excesso de tecido adiposo (gorduroso) no organismo.

A distribuição de gordura central aumenta o risco para doenças cardiovasculares e outras doenças independentes da obesidade. Utiliza-se a medida da circunferência abdominal: homens com circunferência maior que 102cm e mulheres maior que 88cm têm o risco aumentado. Não se aplica a pessoas com IMC maior do que 35.

Sobrepeso e obesidade podem ser definidas pelo IMC: Pessoas com IMC entre 25 e 29.9 estão com sobrepeso e aqueles com IMC de 30 ou acima são classificados como obesos. Existem 3 classes de obesidade: classe I (IMC 30-34,9), classe II (IMC 35-39.9), e classe III (IMC 40 e acima).

Fonte: USA Preventive Task Force

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu